O dia que trampei de garçom

Meu, se tem uma coisa que nunca pensei que iria trabalhar como era de garçom… Meu amigo, vou te contar, que trabalho divertido! Primeiro porque quando eu ia a festas, principalmente casamentos ou aniversarios, nunca havia parado pra prestar a atenção nos bastidores do cenário… porque a gente chega lá e ta tudo pronto, as mesas estão postas, a comida está preparada, o roteiro está definido. Porem quando você trabalha de garçom você percebe todo processo anterior, que tem que arrumar as mesas, dobrar cada guardanapo, toalhas num formato xyz, colocar os talheres em uma certa forma, que acredite faz diferença… enfim diversos pequenos detalhes que no conjunto tornam a festa sensacional.

Além disso tem a parte que faz jus a profissão: servir as mesas. Basicamente você tem que percorrer o salão e, ou esperar que levantem a mão e te peçam alguma coisa ou ser proativo e simplesmente repor as bebidas e quitudes das mesas, sempre perguntando “Tudo certo por aqui? Querem alguma coisa?”, e nesse momento começa a interação de você com seus “clientes” que dada algumas horas e mais alguns copos de cerveja começam a te exaltar e contar histórias simplesmente por estar trazendo bebidas para eles… isso sem duvida é um barato!!

Nessa minha curta experiência teve um cara que pediu duas cervejas e quando voltei com elas, ele começou a contar que seu amigo ao lado era o maior produtor de tilapias de Santa Catarina e mais um monte de coisas.. foi muito legal!!

Contudo nem tudo são rosas, tem a parte que exige bastante de você que é o meio da festa, onde você tem que começar a recolher os pratos, copos e ainda continuar a repor as bebidas.Nesse momento tem que estar preparado para decorar um monte de pedidos em sequência, segurando uma bandeja cheia de pratos, com o sapato desamarrado e coceira no ouvido… É bom pra dar uma treinada na coordenação motora.

Enfim de bonus você ainda conhece outras pessoas, outros garçons que estão trabalhando contigo os quais você vai compartilhar diversos momentos de risada com piadinhas, bom humor e danças esquisitas que fazem tudo valer a pena.

O resumo da ópera é trampem de garçom, pelo menos uma vez…

Avatar
Andryas Waurzenczak
Estatístico & Programador
comments powered by Disqus